Compare Preços

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

Compare Preços

Anúncio provido pelo BuscaPé

28 de fev de 2009

Câmeras de celulares no EUA podem ser obrigadas a fazer click

Um novo projeto de lei apresentado nos Estados Unidos planeja forçar fabricantes de celulares a integrarem aos aparelhos o som do disparo da câmera, como forma de evitar fotografias indiscretas.

O "Camera Phone Predator Alert Act" foi proposto pelo deputado republicano Peter King, de Nova York para proteger crianças e adolescentes de fotos tiradas em locais públicos

O som da câmera precisa ser "ouvido em um raio considerável próximo ao local onde a fotografia está sendo tirada com a câmera do celular", de acordo com o projeto.

E não adianta desligar o som, como é possível no iPhone, por exemplo. Qualquer celular fabricado depois da lei será proibido de ter um meio de eliminar ou reduzir o volume do clique.

"O Congresso acha que crianças e adolescentes têm sido vítimas de fotos tiradas em locais públicos com câmeras de celulares", diz a proposta de lei.

No Japão, uma lei similar não permite a câmera do celular de funcionar sem um alerta sonoro.

27 de fev de 2009

Cinco recursos do Photoshop CS4 para fotógrafos

Como já se podia esperar, o Adobe Photoshop CS4 traz inúmeras novidades para os fotógrafos. Mas nem só de Photoshop vive o dono de câmera digital: a experiência é complementada por outros produtos do pacote CS4 – o Bridge e o Camera Raw 5 –, que também oferecem novos recursos.

Aqui vão nossos cinco favoritos.

1) Modo de review do Bridge
Se você tem uma pasta cheia de imagens e quer selecionar as favoritas, o modo Review do Bridge é perfeito para isso. Abra o Bridge, clique na pasta que quer selecionar e pressione command-B. Nesse modo, suas fotos aparecem como se estivessem em um carrossel.

Use as setas para esquerda e direita para navegar entre as imagens. Remova as que não quer mais pressionando a seta para baixo (a foto não é apagada, apenas removida do carrossel). Navegue entre as fotos quantas vezes quiser, até se satisfazer com a edição final. Depois, clique no ícone Make Connection no canto inferior direito do modo Review. O Bridge reúne seus favoritos em uma coleção virtual - basta dar um nome a ela.

2) Coleções do Bridge
Outro recurso do Bridge CS4 indispensável é sua capacidade de criar coleções (Collection). Essas pastas são quase idênticas às de mesmo nome no Adobe Photoshop Lightroom e nos Albuns do Apple Aperture. As Collections permitem reunir imagens em pastas virtuais sem precisar mover os arquivos no Finder.

Por que isso é importante? Porque você quer a flexibilidade de lidar com fotos sem comprometer a organização da sua estrutura de arquivos. Por exemplo, se você precisa de uma pasta com fotos de gatos para um projeto, crie uma Collection ao clicar no botão New Collection no painel de mesmo nome. Arraste as cópias virtuais das imagens do painel Content ou do Finder. Ao terminar o projeto, pode apagar a coleção e seus originais continuam organizados e intocados.

Melhor ainda: as Smart Collections reúnem fotos para você baseadas em diversos critérios. Quer uma pasta com as melhores fotos? Crie uma Smart Collection que reúne imagens com 4 estrelas ou mais.



O painel Collections fica no lado esquerdo da interface do Bridge. Dica rápida: quer ver uma imagem em tela cheia em uma Collection? Clique na imagem e pressione a barra de espaços – a foto preenche a tela. Outro toque na barra de espaços a leva de volta à miniatura.

3) O filtro graduado do Camera Raw
Uma das ferramentas mais poderosas do Adobe Camera Raw 5 é o Graduated Filter. Esse recurso resolve o velho problema de balancear o céu claro com fundos escuros em paisagens.

Selecione a imagem no Bridge e pressione command-R para abri-la no Camera Raw. As edições aqui são não-destrutivas, o que significa que tudo qe você modificar aqui pode voltar ao original no Bridge (Edit | Develop Settings | Camera Raw Defaults). O Graduated Filter está no topo da barra de ferramentas. Clique nele (ou pressione G) e arraste o cursor pela imagem. O software cria um filtro que vai gradualmente do escuro para o claro, tornando-o perfeito para escurecer um céu claro sem afetar o fundo.

Mas o Graduated Filter não é apenas para ajustes de exposição. Uma vez que você fez sua seleção, pode ajustar brilho, contraste, saturação, claridade, nitidez e cor.


4) A ferramenta de ajustes do Photoshop
A ferramenta Target Adjustment do Photoshop CS4 permite ajustar um tom específico de cor ao clicar e arrastar na sua imagem. Ele fica nos painéis Curves and Hue/Saturation dentro do novo painel Adjustments do Photoshop.

Por exemplo, no painel Curves Adjustments, clique no ícone da mão para ativar a ferramenta Target Adjustment. Clique então na área a ser corrigida e arraste para cima e para baixo para clarear e escurecer os tons selecionados. Quanto mais você arrasta, mais intenso é o resultado.
Algo similar está no painel Hue/Saturation Adjustments. Para ampliar a saturação, clique no ícone da mão e clique e arraste na imagem para a direita. Diminua a saturação ao arrastar para a esquerda.

O bom desse método é que o Photoshop CS4 cria automaticamente uma camada de ajustes quando você seleciona uma ferramenta no painel Adjustments.

Dica: Selecione File | Save As para salvar a versão PSD da sua foto e a guarde na mesma pasta da imagem original. Desse modo, você verá as duas lado a lado no Bridge.


5) A navegação sem esforço do Photoshop
Ao trabalhar em uma imagem grande, é fácil se perder nos pixels ao fazer ajustes. Embora quase sempre seja necessário trabalhar com visão a 100%, isso torna difícil manobrar entre uma parte e outra da imagem. O Photoshop CS4 melhorou o sistema de “navegação” para que você não se perca.

Agora, ao visualizar sua imagem em close e você precisa se mover para outra parte, selecione a ferramenta zoom e pressione H enquanto segura o botão do mouse. A foto volta ao modo Fit In de visualização e o Photoshop transforma o cursor em um retângulo que você pode mover para qualquer parte da imagem. Ao soltar o botão do mouse, o Photoshop te leva ao novo lugar, já com a visão em close.

26 de fev de 2009

Feche várias coleções do iPhoto'08 de uma vez só

No iPhoto'09, existem dois modos de organização de imagens na barra lateral: os Eventos (Events), que divide a sua biblioteca nos eventos criados por data (ou por você) e as Fotos (Photos), que simplesmente mostra todas as fotos na biblioteca.

Quando você está na área de fotos, pode opcionalmente mostrar o nome dos eventos ao selecionar View | Event Titles ou com o atalho Shift-Command-F.

Com os títulos dos eventos visíveis, por padrão cada coleção está aberta com todas as imagens. Para reduzir uma, clique no pequeno triângulo próximo ao título do evento. Mas e se você quer reduzir todas as coleções e ver apenas seus títulos?

Como em muitas coisas do Mac, a solução está na tecla Option. Ao clicar segurando Option no triângulo próximo ao título do evento para qualquer coleção aberta, todas as coleções irão "fechar". Option-clique numa coleção fechada e todas se expandem.

25 de fev de 2009

Lenovo adequa seus monitores a critérios de proteção ambiental

As versões mais atuais dos monitores ThinkVision, da Lenovo, passaram a atender aos critérios Energy Star 5.0, da Agência de Proteção Ambiental (da sigla em inglês EPA) dos Estados Unidos, que entram em vigor em outubro de 2009.

Os dez modelos da linha obtiveram a classificação máxima Gold pelo EPEAT (Ferramenta de Avaliação de Produtos Eletrônicos, na tradução livre). Os monitores, todos widescreen, consomem de 30% a 60% menos energia do que os modelos anteriores.

A empresa já havia anunciado em novembro de 2008 o cumprimento de exigências de eficiência energética para desktops ThinkCentre M58 e M58p e notebooks da linha ThinkPad, além de alguns notebooks IdeaPad.

24 de fev de 2009

Cisco investe US$ 100 milhões para incentivar PMEs

A Cisco Systems anunciou hoje que investirá 100 milhões de dólares para incentivar pequenas e médias empresas a usar mais a internet e consumir mais produtos de rede.

Segundo a empresa, a quantia será usada no desenvolvimento de tecnologias em seis áreas consideradas prioritárias para incentivar o uso da internet nos negócios: acesso remoto, conectividade, interação com clientes e consumidores, produtividade, segurança e suporte ao cliente.

Os projetos dessas áreas para as PMEs serão coordenados pelo Grupo de Tecnologia para Pequenos Negócios (SBTG), que reúne membros dos departamentos de vendas, marketing, serviços e tecnologia. Eles serão encarregados de pensar em aplicações e produtos próprios para as PMEs, um mercado que a própria empresa estima em 16 bilhões de dólares neste ano.

A Cisco sempre foi tida como fornecedor de produtos de internetworking para grandes empresas, e de fato, boa parte da infraestrutura do backbone da internet é baseada no produto que criou, o roteador. Para empresas de menor porte não fazia sentido considerar a Cisco como fornecedora até a companhia começar a adquirir pequenos concorrentes que fabricam produtos menores, como a Linksys – que fabrica roteadores sem fio.

23 de fev de 2009

A rota do malware em 2008

Um estudo realizado pelo laboratório da empresa de antivírus, Bit Defender, revelou que mais de 80% dos malwares que foram distribuídos no mundo em 2008 eram cavalos-de-tróia. O relatorio do Cenário de Ameaças Eletrônicas fornece uma visão dos ataques de malwares ao longo dos últimos seis meses do ano passado e as previsões para 2009.

Os peritos estiveram focados nas vulnerabilidades de programas, na exploração e nos diferentes tipos de malwares. Eles descobriram que os usuários de internet tiveram que lidar com cerca de 2 mil novos e mutantes vírus por dia, cerca de 50 mil tentativas de phishing por mês e mais de 1 milhão de computadores usados como zumbis, que espalharam bots, rootkits, cavalos-de-tróia e outros tipos de malware em 2008.

O relatório mostra ainda que o nível de ameaças eletrônicas baseadas na web aumentou 460% e as explorações de JavaScript via injeção de SQL triplicaram de volume. E 75% dos trojans incluíram mecanismos complexos de atualização de características, como o spyware e capacidades rootkit. Os títulos mais para espalhar ameaças foram a suposta invasão do Irã pelos Estados Unidos, Jogos Olímpicos e a eleição presidencial dos EUA.


Dos spams enviados, 80% dos e-mails foram em textos simples, enquanto apenas 1,5% traziam imagens. Já o número de spams via e-mail contendo anexos infectados ou links para páginas que provocam downloads de programas maliciosos aumentou 400%. As novas técnicas de spam imitam newsletters e alertas de agências de notícias, como: CNN, CBS e ABC

Segundo o estudo, França, China, Estados Unidos, Alemanha e Espanha foram os países mais afetados pelas ameaças eletrônicas. Quase 70% das tentativas de phishing cercaram a crise financeira global. Os números de 2008 encerram com a informação de que quase 45% das ameaças de 2008 foram distribuídas via e-mail. Com isso em mente, a BitDefender ressalta que os consumidores devem priorizar a segurança de seus e-mail neste ano”, acrescentou o executivo.


Previsões para 2009
De acordo com o relatório, a produção malware continuará explorando as mesmas capacidades de cavalos-de-tróia, spyware e rootkits. As famílias de ameaças eletrônicas sofrerão atualizações e mutações significantes em termos de procedimentos e automação nos mecanismos de propagação.

Haverá um aumento da exploração de vulnerabilidades da aplicação, semelhante ao Trojan.PWS.ChromeInject.A, que utiliza desta facilidade para o roubo de senhas. Está previsto um aumento de ataques contra aplicações da web 2.0 e redes sociais. Smartphones e outros dispositivos inteligentes com acesso permanente na internet serão os alvos da nova geração de malware móvel.

22 de fev de 2009

CA, Cisco e SAP investem em segurança

Algumas gigantes da tecnologia corporativa começaram o ano investindo em novas soluções de segurança. A CA comprou a Orchestria e a SAP se juntou à Cisco.

Com a Orchestria Corporation, a CA fez a terceira aquisição de empresas especializadas em segurança de dados desde outubro, quando comprou a IDFocus – em novembro foi a vez da Eurekify. O valor da transação não foi revelado. A Orchestria produz um software de prevenção de perda de dados (DLP) que será incorporado aos sistemas de gestão de identidade da CA.

Por sua vez, a SAP e a Cisco lançam em conjunto na América Latina o sistema Data Privacy Composite Application, que administra o fluxo de informações críticas e confidenciais de uma empresa. Por exemplo, impedindo um funcionário não autorizado a enviar um e-mail contendo dados que interessam aos concorrentes da empresa, ou copiando essas informações a um pen drive.

O sistema de prevenção atua tanto na camada de dados do SAP como na camada de rede, cujo tráfego é monitorado pelo sistema middleware Application Oriented Networking, da Cisco, que examina o conteúdo de mensagens.